O balão

Na ingenuidade da minha infância, a maior tristeza que eu então podia conceber era ver um balão de gás de minha mão se desprender e pelo céu se escafeder – um pontinho, depois desaparecer.

Era algo realmente muito triste de se ver.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s