Divina

Ela subiu ao palco,

Divina, em seu longo de cetim grená.

E de lá, com sua voz de contralto,

Puxou um coro alto, pondo todos com ela a cantar.

A emoção tomou a todos de assalto.

E para evitar que vissem sua maquiagem borrar,

Ela deixou o palco,

E foi para o seu camarim, sozinha, chorar.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s