Devasso

Eu não queria apenas te ver,

Queria sentir o calor do teu abraço,

A me envolver,

Confortando-me em teu regaço.

Sei que é um pedido nada a ver,

Pois entre nós não há nenhum laço,

Sabia, contudo, que andava a me querer,

Surpreendeu-me, assim, seu embaraço.

Achava que naquele momento fosse ser

Um tanto mais devasso…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s